Presidente da ANCINE vira réu por organização criminosa

Segundo o site O Antagonista, o diretor afastado da Ancine virou réu por organização criminosa. A Ancine é polêmico órgão oficial do governo federal, constituída como agência reguladora, com sede na cidade de Brasília, cujo objetivo é fomentar, regular e fiscalizar a indústria cinematográfica e videofonográfica nacional.

Diz O Antagonista:

A juíza Adriana Cruz, da 5ª Vara Federal Criminal do Rio, aceitou denúncia do MPF e tornou réus o diretor-presidente afastado da Ancine, Christian de Castro Oliveira, e mais sete pessoas, informa o Globo.

Segundo o MPF, o grupo teria atuado, de outubro de 2017 a janeiro de 2018, para desonrar a imagem de outros diretores da agência que concorriam à vaga de presidente do órgão. O objetivo era abrir margem para que Christian fosse eleito e que todos os envolvidos tivessem promoção em cargos públicos.

Na semana passada, Bolsonaro afastou Christian do cargo e sugeriu que irá indicar um evangélico para assumir a presidência da Ancine.