Polícia Federal suspeita que Hacker vendeu as mensagens da Lava Jato

O jornal Estadão obteve um relatório da PF que mostra supostos indícios de que o hacker Walter Delgatti Neto, conhecido pelo codinome Vermelho, poderia ter vendido as mensagens de procuradores da Lava Jato.

No relatório, a PF diz que uma troca de mensagens de 10 de abril de 2019 entre Delgatti e Danilo Cristiano Marques, o “testa de ferro” do chefe do grupo, “sugere algum feito”.

Numa conversa trocada via aplicativo, Delgatti diz a Danilo que “acabou a tempestade”, “veio a bonança”.

A mensagem está sendo utilizada pelos investigadores para sustentar a necessidade de manter Delgatti preso por mais tempo.

Fonte: Antagonista e Estadão.