Justiça condena Fernando Haddad a 4 anos e seis meses no semiaberto

Conforme informa o Estadão, o petista Fernando Haddad foi condenado a 4 anos e 6 meses em regime semiaberto.

A decisão foi do juiz Francisco Shintate, da 1ª Zona Eleitoral, que decidiu por condenar Haddad pelos crimes de caixa dois e falsidade ideológica eleitoral. Haddad, no entanto, foi absolvido das acusações de falsificação de notas fiscais, quadrilha, corrupção passiva, improbidade e lavagem. Cabe recurso.

As acusações são provenientes do ano de 2012, no qual Haddad disputou a prefeitura de São Paulo.

Relacionados:  Juíza aceita denúncia e torna petista réu pela 3ª vez em 20 dias

Com informação do Estadão.