Como novo Mais Médicos, Bolsonaro dá o troco na ditadura cubana

Logo que Cuba abandonou o programa Mais Médicos, a ditadura iniciou propagandas que atacavam Jair Bolsonaro.

Segundo eles, Bolsonaro “tinha traído os médicos e que eles ficariam totalmente desamparados, sem nunca mais poder trabalhar”.

Agora, com o novo Mais Médicos, que não reintegra os cubanos ao programa mas que lhes garante residência permanente, Bolsonaro começa a derrubar a narrativa da ditadura aliada do PT.

Com informação da Crusoé.