Procurador manda recado: “A Lava Jato continuará”

Durante a coletiva de imprensa da 62ª fase da Lava Jato, o procurador Roberson Pozzobon foi questionado sobre a atuação criminosa dos hackers e se os ataques poderiam colocar em risco a investigação feita pela Operação.

Ele respondeu:

“Não é possível saber ainda a extensão ou as consequências de eventuais ataques, da obtenção de supostas mensagens. De modo que a força-tarefa da Lava Jato continuará a investigar, a processar aqueles sobre os quais haja prova de autoria e materialidade do crime, continuará a buscar a responsabilização e a recuperação de bilhões e bilhões de reais que foram desviados dos cofres públicos, infelizmente, por mais de uma década”.

Com informação dO Antagonista.