Líder do grupo hacker confessa crime e diz que vazou conversas para o The Intercept

O Antagonista publica em seu site que o líder do grupo de hackers, Walter Degatti Neto, confessou para a Polícia Federal que realmente invadiu o Telegram de Sérgio Moro, Deltan Dallagnol e outras centenas de autoridades, e que vazou as conversas para o site The Intercept.

Walter também deu à Polícia Federal acesso à nuvem que guarda os dados roubados.

Walter e outros três suspeitos foram presos na tarde de ontem em São Paulo, Araraquara e Ribeirão Preto. Todos foram levados para Brasília onde prestam depoimento. A Polícia Federal encontrou R$ 100 mil em dinheiro vivo na casa de um dos suspeitos. O COAF também detectou movimentações atípicas de R$ 630 mil nas contas dos investigados.