Bolsonaro chama de ‘melancia’ o general esquerdista que tentou lhe criticar e defender o governador comunista do Maranhão

Surfando na onda da imprensa que decidiu noticiar de modo desvirtuado uma declaração de Jair Bolsonaro, o general da reserva Luiz Rocha Paiva saiu em defesa do governador comunista do Maranhão, Flávio Dino.

O general disse para o Estado de S. Paulo no sábado que a declaração de Bolsonaro havia sido “antipatriótica”. “Tem que ter calma, mas mostrar para ele o quanto perdeu com essa grosseria com que menosprezou uma região do Brasil e seus habitantes. Um comentário antipatriótico e incoerente para quem diz ‘Brasil acima de tudo'”.

Bolsonaro então respondeu: “O melhor de tudo foi ver um único general, Luiz Rocha Paiva, se aliar ao PC do B de Flávio Dino para me chamar de antipatriótico. Sem querer, descobrimos um melancia, defensor da Guerrilha do Araguaia, em pleno século 21”.

Para fins de curiosidade, a gíria “melancia” representa um militar, que vestido de verde defende políticas de esquerda, ou seja, vermelho por dentro.

Com informação da Folha.