Após reforma Trabalhista arrecadação das entidades cai 95% e sindicatos podem chegar ao fim

Imagem meramente ilustrativa

Dados do Ministério do Trabalho informam que a arrecadação dos sindicatos caiu de modo intenso após a reforma Trabalhista. A principal medida da reforma que possibilitou o fim da exploração do trabalhador foi o fim da obrigatoriedade do imposto sindical, tese apresentada pelo então deputado Paulo Eduardo Martins (PSC/PR)

Relacionados:  Após Reforma Trabalhista, sindicatos perdem 90% da contribuição sindical

Os valores apresentam uma queda de R$ 3,4 bilhões.

O valor anual arrecadado era de R$ 3,6 bilhões, mas no último chegou a 5% disso, com R$ 178 milhões.

Parece que o trabalhador brasileiro não vem sentindo diferença na atuação dos “sindicalistas profissionais”.

Relacionados:  Sergio Moro acaba com "esquemas nebulosos dos sindicatos"

Com informação dO Antagonista.