Rafinha Bastos tenta questionar Bolsonaro e toma resposta acachapante

O comediante Rafinha Bastos tentou questionar um tweet de Jair Bolsonaro, mas ao que parece não deu muito certo.

Jair comentou a situação da Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira, uma federal que havia lançado vestibular para candidatos transexuais, travestis, intersexuais e pessoas não binárias: “A Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira (Federal) lançou vestibular para candidatos TRANSEXUAL (sic), TRAVESTIS, INTERSEXUAIS e pessoas NÃO BINÁRIOS. Com intervenção do MEC, a reitoria se posicionou pela suspensão imediata do edital e sua anulação a posteriori”.

Então surgiu o comediante, munido de um argumento “do lacre”: “A Universidade Federal do Mato Grosso ficou sem luz após atrasar o pagamento de contas de 2018 e 2019. Se quiser acionar o MEC pra fazer intervenção onde realmente precisa (e não pra fazer propaganda ideológica), dá um toque aí, campeão”.

Acontece que Jair Bolsonaro e sua equipe estão muito mais conectados com os problemas reais do Brasil, e o ministro Abraham Weintraub já havia não só tomado conhecimento da situação envolvendo a UFMT mas também já havia solucionado o problema. E esta foi a resposta de Bolsonaro, que retuitou o comentário de Weintraub e mandou um “Forte abraço” a Rafinha.

“É um absurdo as contas de energia da UFMT não terem sido pagas. Tomei conhecimento da necessidade de repasse emergencial na quinta, dia 11, e chamei a reitora para uma conversa. Na sexta, liberei R$ 4,5 milhões para o pagamento imediato da dívida, que vem desde o governo anterior”.