Rafinha Bastos tenta questionar Bolsonaro e toma resposta acachapante

O comediante Rafinha Bastos tentou questionar um tweet de Jair Bolsonaro, mas ao que parece não deu muito certo.

Jair comentou a situação da Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira, uma federal que havia lançado vestibular para candidatos transexuais, travestis, intersexuais e pessoas não binárias: “A Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira (Federal) lançou vestibular para candidatos TRANSEXUAL (sic), TRAVESTIS, INTERSEXUAIS e pessoas NÃO BINÁRIOS. Com intervenção do MEC, a reitoria se posicionou pela suspensão imediata do edital e sua anulação a posteriori”.

Então surgiu o comediante, munido de um argumento “do lacre”: “A Universidade Federal do Mato Grosso ficou sem luz após atrasar o pagamento de contas de 2018 e 2019. Se quiser acionar o MEC pra fazer intervenção onde realmente precisa (e não pra fazer propaganda ideológica), dá um toque aí, campeão”.

Acontece que Jair Bolsonaro e sua equipe estão muito mais conectados com os problemas reais do Brasil, e o ministro Abraham Weintraub já havia não só tomado conhecimento da situação envolvendo a UFMT mas também já havia solucionado o problema. E esta foi a resposta de Bolsonaro, que retuitou o comentário de Weintraub e mandou um “Forte abraço” a Rafinha.

Relacionados:  Bolsonaro desmente imprensa novamente: "É o tempo todo assim, é só mentira. Grande parte da mídia só vive disso"

“É um absurdo as contas de energia da UFMT não terem sido pagas. Tomei conhecimento da necessidade de repasse emergencial na quinta, dia 11, e chamei a reitora para uma conversa. Na sexta, liberei R$ 4,5 milhões para o pagamento imediato da dívida, que vem desde o governo anterior”.