Doleiro entrega Gleisi em repasse de R$ 3 milhões e MP envia delação à PGR

O Ministério Público de São Paulo enviou para a PGR a delação do doleiro Adir Assad que afirmou ter repassado R$ 46 milhões a operadores políticos, entre eles Gleisi Hoffmann e o marido Paulo Bernardo.

O dinheiro repassado teria saído de concessionárias do grupo CCR, e Renato Vale, ex-CEO da CCR, confirmou as informações fornecidas pelo doleiro.

O chefe de gabinete de Paulo Bernardo teria sido enviado pelo petista a uma reunião com o diretor do grupo, José Roberto Meirelles, com quem teria acertado o repasse de R$ 3 milhões.

As entregas teriam sido feitas a Ernesto Kugler Rodrigues, empresário já citado por outros delatores na Lava Jato do Paraná. Gleisi negou ter recebido propina.

Para fins de curiosidade, conforme destacou O Antagonista, Adir Assad é um dos citados na última matéria de Glenn Greenwald, mais conhecido como Verdevaldo, para a Veja.