Deltan: “As teorias inventadas contra a Lava Jato brigam contra fatos”

O procurador Deltan Dallagnol concedeu uma entrevista ao Estadão e nela, como era de se esperar, comentou os diálogos vazados pelo Intercept.

Em especial foi comentado o trecho em que Moro supostamente comenta o caso de Fernando Henrique Cardoso.

“Se buscássemos aliados, seriam importantes Lula, Eduardo Cunha e Sergio Cabral, políticos muito influentes, mas que foram condenados e presos”, ressalta Deltan.

E continua: “Seriam também aliados importantes Renan, Aécio, Temer e outros que foram delatados na Lava Jato e acusados pela Procuradoria-Geral da República. Os fatos deixam claro que influência, dinheiro e poder jamais foram critérios para aferir responsabilidade na Lava Jato. As teorias inventadas contra a operação brigam contra fatos”.

Com informação do Estadão e dO Antagonista.