STJ decide que apresentadora do “Boletim Lula Livre” continuará presa

Conforme noticiado pelo República de Curitiba, Preta Ferreira, a apresentadora do ‘Boletim Lula Livre’ foi presa em junho deste ano.

Agora, conforme decisão do STJ, ela deverá continuar presa.

À época não foram divulgadas as causas da prisão, mas as acusações que hoje vêm à tona são gravíssimas, Preta é acusada de cobrar aluguel de pessoas que vive nas ruas em São Paulo e nos destroços do edifício Wilton Paes de Almeida, que pegou fogo e desabou na capital paulista.

A decisão de manter a ativista presa foi da ministra Maria Thereza de Assis Moura, e se deu por conta do peso dos crimes dos quais Preta é acusada: Extorsão qualificada, esbulho possessório e associação criminosa em ocupações promovidas por movimentos sociais de São Paulo.