Advogados anti-Lava Jato se unem para proteger Glenn Greenwald

Nesta terça-feira, o advogado Glenn Greenwald, responsável pelo vazamento de mensagens obtidas de modo criminoso, esteve reunido com 40 advogados anti-Lava Jato.

“A ideia é criar um Comitê pela Liberdade de Imprensa que atue na defesa de repórteres ameaçados, neste e em outros casos que possam gerar represálias do Estado”, afirmou Monica Bergamo da Folha.

Segundo informações dO Antagonista, integram o grupo: “Geraldo Prado, Aury Lopes, Juarez Tavares e Carol Proner (todos lulistas, e a última namorada de Chico Buarque)”, e “Dora Cavalcanti, que defendeu a Odebrecht, Luciano Bandeira, da OAB, e Marco Aurélio de Carvalho, sócio de José Eduardo Cardozo, juntaram-se a Nilo Batista, que foi advogado de Lula e que, atualmente, defende o próprio Glenn Greenwald. Kakay e Alberto Toron, advogado de Dilma Rousseff e Aécio Neves, enviaram mensagens.”

Com informação da Folha, O Antagonista e Renova Mídia.