Advogadas entram na Justiça para pedir que ministro da Educação desbloqueie professora esquerdista do Twitter

Por mais absurda que seja, a notícia é verdadeira.

Um grupo de 111 advogadas protocolou um mandato de segurança contra o ministro Abraham Weintraub.

O objetivo da ação é fazer com que Weintraub desbloqueie a professora esquerdista Débora Diniz no Twitter.

Relacionados:  Weintraub defende execução de corruptos, estupradores e assassinos de policiais: 'Nossa paciência está no limite!'

Abraham já disse que não quer “gente chata e de esquerda” acompanhando suas postagens.

Com informação da Época.