Moro dispara: “Isso só reforça que as mensagens não são autênticas”

O ministro da Justiça e ex-juiz da Lava Jato, Sergio Moro, usou o Twitter para comentar os protestos “erros de edição” nas matérias recentes do Intercept, contento nomes trocados, procuradores que não tiveram envolvimento com a Lava Jato e até datas adulteradas.

“A matéria do site, se fosse verdadeira, não passaria de supostas fofocas de procuradores, a maioria de fora da Lava Jato. Houve trocas de nomes e datas pelo próprio site que as publicou, como demonstrado por O Antagonista.”

“Isso só reforça que as msgs não são autênticas e que são passíveis de adulteração. O que se tem é um balão vazio, cheio de nada. Até quando a honra e a privacidade de agentes da lei vão ser violadas com o propósito de anular condenações e impedir investigações contra corrupção?”