Greenwald sobre erros nas mensagens atribuídas a Lava Jato: “Erro de edição”

Glenn Greenwald resolveu se justificar após a descoberta de erros gritantes em sua última matéria contra a Lava Jato.

“Foi um erro de edição apanhado pela checagem de fatos antes da publicação”, disse o jornalista americano ao justificar a troca do nome do procurador Ângelo Goulart Villela.

Ou seja, cai por terra a pouca credibilidade que o tema tinha após passar semanas sem apresentar uma prova concreta e ainda realizar edições nos diálogos.

Com informação dO Antagonista.

 

7 Comentários em Greenwald sobre erros nas mensagens atribuídas a Lava Jato: “Erro de edição”

  1. Eu, familiares e amigos – vamos para as manifestações no dia 30/06 – amanhã! Defendemos a reforma da previdência do Paulo Guedes e aprovação do pacote anticrime do Moro!

  2. ALEM DE SER UM VEADO NOJENTO SEM MORAL, É UM BANDIDO PERIGOSO, USA
    OS MEIOS ELETRONICOS DE DIFUSÃO PARA FAZER CHANTAGEM, POR QUE ESSE
    FILHO DA PUTA TEM O DIREITO DE VIVER NO BRASIL, MANDEM ESSE LIXO IMUNDO
    DE VOLTA PRO TIO SAM PRA ELE RESPONDER PERANTE A JUSTIÇA AMERICANA
    POR SEUS CRIMES.

  3. Eita desespero! Quer dizer que o juiz não era desonesto? Não. Só quer dizer que o americano (que não fala português fluente) errou na edição. Aí as desesperadas bandidas saem do esgoto em defesa da lei? Não. Em defesa do bandido de toga.
    É, Brasil, tá mal, hein! Tá mal demais. As pessoas falam em moral, mas são desonestas até a medula.

Deixe uma resposta