Delator entrega que Renan recebeu R$ 3,8 milhões em propina

Amigo pessoal do delator Ricardo Saud, Durval Rodrigues da Costa prestou depoimento para a Polícia Federal no último dia 21.

Durval relatou ter feito parte de um esquema que entregou R$ 3,8 milhões da J&F em dinheiro vivo para Renan Calheiros.

Antonio Palocci também entregou o emedebista alagoano ao ser perguntado se os pagamentos da JBS para que o MDB favorecesse Dilma eram acertados com Calheiros.

“Joesley perguntou ao depoente [Palocci] se Renan Calheiros era de fato uma pessoa do PMDB que gozava da confiança do PT, tendo o depoente respondido afirmativamente na medida em que conhecia a atuação de Renan Calheiros na liderança do Senado e fidelidade ao governo”.

Com informação do Estadão e dO Antagonista.