Procurador dispara: “Interceptar comunicação de autoridades para soltar condenados é obstrução de justiça”

O procurador aposentado e ex-integrante da força-tarefa da Lava Jato, Carlos Fernando dos Santos Lima, deixou bem claro qual o seu posicionamento em relação à invasão e ao vazamento de mensagens atribuidas aos membros da Lava Jato.

Relacionados:  Justiça nega pedido de Lula para desbloquear R$13 milhões da herança de Marisa Letícia

“Interceptar comunicação de autoridades que combatem corrupção e crime organizado para soltar condenados é obstrução de justiça”