Madrasta que participou do homicídio do menino Rhuan é filiada do PCdoB

Um dos crimes mais bárbaros da atualidade, o assassinado do menino Rhuan Maycon, acaba de ganhar mais um capítulo.

A madrasta do garoto, Kacyla Pryscila Santiago Damasceno é filiada ao PCdoB.

Tanto a madrasta quanto a mãe, já haviam inclusive decepado o órgão genital do garoto, por ‘desejarem que ele fosse uma menina’.

Relacionados:  Bolsonaro sobre caso Rhuan: "Infelizmente nossa constituição não permite prisão perpétua"

Com informação do Renews.