General Mourão: “Se tiver que ir para a guerra, levo Moro e Dallagnol comigo”

O vice-presidente, Hamilton Mourão, reforçou de modo bastante enfático a sua confiança no ministro Sergio Moro após os ataques coordenados contra a sua reputação e da força-tarefa da Lava Jato.

“No Exército, a gente tem uma linguagem muito clara: se eu tiver que ir para a guerra, eu levo o Sergio Moro e o Deltan Dallagnol comigo”, disse Mourão, em entrevista para a Rádio Guaíba, de Porto Alegre.

Com guerreiros como Moro e Dallagnol, não há dúvida de que todos nós ficamos mais confiantes.

Com informação do Renova Mídia.

2 Comentários em General Mourão: “Se tiver que ir para a guerra, levo Moro e Dallagnol comigo”

  1. Que guerra? Não vai haver guerra. Se tiver eu sou voluntário e exijo fazer parte do grupo ou pelotão que vai fechar o STF e expulsar todos os velhacos de lá. Talvez sobre o ministro Luis Barroso e o Edson Fachin, apesar das cagadas
    do passado.

    Basta executar o Artigo 142 da CF. Ressuscitar o AI-5 e largar o aço nos vagabundos e comunistas. Se não puderem executar os traidores da nação, prendam todos com pena e 200 anos.

    Lugar de bandidos é na cadeia.

Deixe uma resposta