Bolsonaro sobre decreto de armas: “Não acredito que o Parlamentar vá derrotar o povo”

O Presidente Jair Bolsonaro comentou e defender a legalidade do decreto das armas, afirmando acreditar que o Congresso não “vá derrotar o povo”.

“A derrota não é minha. Eu não acredito que o Parlamento vá derrotar o povo. Eles [os brasileiros] decidiram em 2005 pelo direito de comprar armas e munições. E eu não fui além do que está previsto na lei do Estatuto do Desarmamento, apenas botamos limites ali, porque muita coisa está em aberto e a legislação nos dá esse direito, via decreto, de adequar a lei na sua plenitude”, disse ele.

Ontem, na CCJ do Senado, foram aprovados sete projetos do decreto que derrubam a flexibilização do porte de armas, porém a suspensão do decreto deverá ser votado no plenário da Casa da terça-feira.

Com informação dO Antagonista.

2 Comentários em Bolsonaro sobre decreto de armas: “Não acredito que o Parlamentar vá derrotar o povo”

  1. Gente, vamos mandar emails, escrever no Twitter dos deputados e senadores para defender nosso direito de ter a posse de armas! A esquerda e o Centrão quer nos desarmar para fazerem com o Brasil o que a esquerda fez com a Venezuela.

  2. Caro Sr. Presidente e demais contrários a intervenção, na situação que se encontra o Congresso o Senhor vai ter que acabar por fechá-lo e como eu já disse, dai não vai precisar de Reforma previdenciária porque vai sobrar dinheiro pra tudo quanto é lado e ao mesmo tempo o Brasil se livra de todos os corruptos e esquerdistas enrustidos que infestam aquele lugar. Intervenção e nova constituinte dando mais poderes ao Presidente e menos ao Congresso. Sei que é um SONHO meu, mas do jeito que as coisas vão, dificilmente haverá uma alternativa melhor, a maioria dos Congressistas só legislam em causa própria e o povo TROUXA que votou neles fazem parte de milhões de patos brasileiros.

Deixe uma resposta