Advogado de Adélio volta atrás e nega que emissoras pagam honorários

Zanone de Oliveira, o advogado de Adélio Bispo, revelou mais cedo que algumas emissoras de televisão estariam pagando suas despesas na defesa do ex-PSOL que atentou contra a vida de Bolsonaro.

Disse ele: “Tirando aquele primeiro contato, em que a pessoa me pagou no interior do meu escritório, a partir daí todas as despesas foram bancadas por algumas emissoras de televisão”.

Porém, ele voltou atrás e resolveu refazer a afirmação, acompanhando-a de uma explicação. “As emissoras de TV, rádio e até veículos de imprensa me convidam para dar entrevistas. Pagam passagem, hotel, jantar. Eu falei em despesas, custas, não honorários”

Com informação dO Antagonista.

12 Comentários em Advogado de Adélio volta atrás e nega que emissoras pagam honorários

  1. Não dá prá entender porque a polícia federal não está em cima desse cara, quebrando sigilo bancário, telefone,…é muito claro que mandaram matar o presidente, falta uma dedicação mais profunda em cima disso. Se eu pudesse, botava aquele assassino do Adélio num pau de arara e fazia falar até o que não queria…já que dizem que ele é louco mesmo, tinha que deixá-lo mais louco ainda esse fdp.

    • Às vezes, eu penso que tem algum infiltrado na Polícia Federal impedindo as investigações.
      Mas quero acreditar que eu estou pensando demais e que as investigações estão sob absoluto sigilo, o que faz com que não tenhamos novidades sobre o caso.

      • Eu também acho que é exatamente o que ocorre, esse país não vai a lugar nenhum, reforma da presidência não levará a nada enquanto corruptos maus brasileiros estiverem no poder caminhamos para o fim.

      • Agora é tarde, falou tá falado. Comprometeu -se pela sua vaidade, frente a um microfone. Agora vai ter que contar o restante da história!

  2. Muito estranho, um advogado dizer algo em um dia até com ar de ironia, e no dia seguinte desdizer tudo que afirmou. Só no Brasil isso é permitido e tolerado. Esse individuo deveria se explicar detalhadamente diante de uma corte. Chega de palhaçada! tentaram assassinar o Bolsonaro isso só não percebe a Justiça brasileira.

Deixe uma resposta