Fim do foro privilegiado avança na Câmara e poderá ser votado ainda em junho

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia durante aprovação de Medida Provisória sobre venda de petróleo do pré-sal.

O Brasil, ao que parece, pode estar sendo encaminhado para mais uma importante vitória.

O projeto que pretende acabar com o foro privilegiado pode ser votado ainda em junho, ou assim pretende Rodrigo Maia.

O que mudaria é que em casos de crimes cometidos durante o mandato e que tenham ligação com a função, deputados e ministros teriam que responder à investigação e ao processo diretamente em primeira instância.

A proposta precisa ser aprovada em dois turnos por pelo menos 308 dos 513 deputados, a emenda seguira ao Senado, e precisara ser votada duas vezes, com pelo menos 49 dos 81 senadores.

Com informação dO Antagonista.