Vice-líder do PT admite que obstruíram credito suplementar para o governo não pagar Bolsa Família

O vice-líder do PT na Câmara, Carlos Zarattini, fez um tuíte dando a entender que a manobra da oposição para obstruir a votação do crédito suplementar teve como objetivo impedir que o governo tenha recursos para pagar Bolsa Família e benefícios previdenciários, ou seja, manobra totalmente eleitoral que prejudica o Brasil.

Disse ele: “Oposição manobra e governo não consegue crédito extra de R$ 248 bilhões. Com sucessivas obstruções da oposição, líderes decidiram suspender a sessão. O governo precisa deste dinheiro até 15 de junho para pagar Bolsa Família, benefícios previdenciários”.

Rapidamente, ele decidiu mudar o discurso, apagou o tuíte e postou uma nova mensagem: “Oposição faz obstrução e governo Bolsonaro não consegue aprovar crédito extra de R$ 248 bilhões. Vamos aprovar a liberação do dinheiro para os programas sociais como o Bolsa Família, mas não dar um cheque em branco”.

“Os robôs de Bolsonaro querem deturpar nossa atuação. Queremos aprovar R$146 bilhões q é necessário. Mas também queremos verbas pra educação, saúde e moradia popular. Lembrando foi o PT q criou o Bolsa Família e dezenas de outros programas e ações q tiraram 40 milhões da pobreza”, finalizou, taxando de “robô de Bolsonaro” os brasileiros que se indignaram com a postura do parlamentar.