Gebran Neto do TRF-4 nega o próprio afastamento de julgamento de recurso de Lula

O relator da Lava Jato na Oitava Turma do TRF-4, Gebran Neto, negou o próprio afastamento do julgamento do recurso de Lula no caso do sítio de Atibaia.

“A construção defensiva é bastante criativa, mas não é nova”, disse Gebran.

E continuou, afirmando que “Não se declara a suspeição de magistrado simplesmente por discordar dos fundamentos de suas decisões, quando inexistente viés jurídico ou fático com a nítida intenção de prejudicar o réu”.

A defesa pediu que Gebran fosse afastado, declarando-se impedido, por manter uma amizade com Sergio Moro.

Com informação dO Antagonista.