Multidão lota as ruas do Rio de Janeiro em apoio a Jair Bolsonaro

A cidade do Rio de Janeiro foi uma das cidades que teve a manifestação marcada para a manhã deste domingo, e contou com a presença de muitos brasileiros.

As pautas apoiadas pelos manifestantes são a reforma da Previdência, o pacote anticrime, a CPI Lava Toga e a MP 870.

7 Comentários em Multidão lota as ruas do Rio de Janeiro em apoio a Jair Bolsonaro

  1. Nada comparado a dos estudantes. Quando se tem um proposito uma manifestação lota. O Rio de janeiro sempre teve fama de eleger os piores, haja visto como se encontra o estado. Sou direita e não participo desse tipo de ato, amo a democracia e não podemos desrespeitar nenhum dos poderes. Muitos estremistas e radicais, uma pátria ela precisa de democtacia e respeito.

    • Brasileiro tem mesmo tudo que tomar no cu, colocam bosta no governo, fazem protesto contra as reformas da politicagem porca e estúpida, agora vão para as ruas em prol a um mercenário militar … Ele nem entrou no planalto direito e já tá fazendo merda, acabando com o ensino que já tá defasado, liberando armamento pra começar um banho de sangue, as promessas de combustível barato e gás de cozinha não procedem, o mercado de trabalho tá uma bosta gente desempregada pra todos os lados, medir esforços pra um país melhor parece que não faz parte da agenda prioritária de presidente, se eu fosse realmente dizer tudo o que penso desse bandido e outros que estão lá junto com ele não caberia aqui, mas como moro em um país livre (por enquanto) posso expressar minha opinião livre… #naovoteinele …

  2. AVANTE MEU QUERIDO BRASIL. VAMOS À LUTA HOJE 26/05/2019. APOIO O PRESIDENTE BOLSONARO E ÀS REFORMAS TÃO NECESSÁRIAS PARA O PAÍS DO FUTURO. RENEGO POLÍTICOS CORRUPTOS.

  3. Para haver democracia e respeito, primeiro o povo deve ser respeitado o que não tem acontecido com o Congresso e o STF, onde está a maioria dos corruptos. Se, com a manifestação de hoje, não conseguirmos vencer a velha política com seus vícios, noa resta exigir intervenção Militar e fechar as dua casas problemáticas. Não é, Andrea Barbosa?

Deixe uma resposta