Prestes a ser preso, Dirceu admite: “Fomos derrotados nas ruas e nas urnas”

Apesar de ter sido condenado várias vezes, o petista José Dirceu segue solto, embora por pouco tempo, visto que seu novo mandado de prisão já foi expedido.

Durante uma festa em comemoração aos 39 anos do PT, Dirceu comentou a situação atual do país.

“Se nós não estamos do lado do povo, os evangélicos estão. E não podemos criticar os evangélicos. Nós fizemos política com os católicos, os bispos, as comunidades de base, as pastorais, nos anos 70, 80, 90…A classe trabalhadora da qual o PT é originário não existe mais. Fomos derrotados nas ruas e nas urnas. Temos base política e social forte, mas não temos o povo organizado.”

Com informação dO Antagonista.