Ministro da Educação: “As universidades têm que respeitar as leis e, se preciso, a polícia vai entrar sim na universidade”

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi bastante enfático ao defender a postura do governo atual em relação à Educação no plenário da Câmara.

Abraham deixou bastante claro aquilo que a esquerda se recusa a admitir, que “o atual governo, que tem quatro meses, não é responsável pela atual situação” da Educação no Brasil. isso é claramente um resultado de 16 anos de ingerência petista.

“Precisamos analisar o que foi feito, como foi feito, para corrigir o rumo. Sem revolução, sem briga, sem intolerância” continuou.

E finalizou: “As universidades têm que respeitar as leis e, se preciso, a polícia precisa entrar sim na universidade”.

Com informação dO Antagonista.