Esquerdistas tentam agredir mulheres em manifestação do MBL

O Movimento Brasil Livre, o MBL, decidiu iniciar uma série de ações em favor da reforma da Previdência, pauta necessária para o avanço econômico e social da nação.

No entanto, durante uma dessas ações, numa manifestação do grupo estavam membros, dentre eles mulheres, quando foram surpreendidos por um grupo de esquerdistas do PCO.

Acontece que, nem mesmo o fato de serem mulheres, impediu os esquerdistas de partir para a agressão e atitudes hostis, o que comprova a natureza do caráter esquerdista como extremista e agressiva.

Relacionados:  Após Previdência, governo apresentará Reforma Tributária para fazer ampla redução de impostos