Ministro da Educação: “Doutrinar criança é covardia”

O ministro Abraham Weintraub, responsável pela Educação, esteve numa reunião no Senado.

O ministro foi enfático ao condenar as tentativas de doutrinação, principalmente esquerdista, nas escolas e universidades.

Ele disse que é inaceitável o “professor passar mais da metade da aula doutrinando, para qualquer lado, uma criança”.

Relacionados:  Bolsonaro promete faxina ideológica nas universidades: "Vamos trabalhar juntos para resgatar nosso amado Brasil!"

“Tentar doutrinar um marmanjo, aí tudo bem. Mas uma criança? Eu considero covardia. Para qualquer lado” continuou.

E concluiu: “A gente tem que educar: ler e escrever, fazer conta”.

Com informação dO Antagonista.