Ministro da Educação: “Doutrinar criança é covardia”

O ministro Abraham Weintraub, responsável pela Educação, esteve numa reunião no Senado.

O ministro foi enfático ao condenar as tentativas de doutrinação, principalmente esquerdista, nas escolas e universidades.

Ele disse que é inaceitável o “professor passar mais da metade da aula doutrinando, para qualquer lado, uma criança”.

“Tentar doutrinar um marmanjo, aí tudo bem. Mas uma criança? Eu considero covardia. Para qualquer lado” continuou.

Relacionados:  Bolsonaro cria equipe para analisar questões do ENEM 2019

E concluiu: “A gente tem que educar: ler e escrever, fazer conta”.

Com informação dO Antagonista.