Mourão admite que renuncia se Bolsonaro pedir: “Pego as coisas e vou embora”

Ao que parece, a suposta crise entre Bolsonaro e Mourão, implantada ou não, está se desfazendo.

Bolsonaro já afirmou que “Esse casamento é até 2022, no mínimo” e que “Continuamos dormindo na mesma cama. Só tem briga para saber quem vai arrumar a cozinha”.

Agora foi a vez de Mourão se pronunciar. O vice-presidente afirmou que caso a tensão continuar não descarta a ideia de renunciar ao cargo.

“Se ele (Bolsonaro) não me quer, é só me dizer. Pego as coisas e vou embora”, disse Mourão, e continuou: “O presidente nunca me disse para parar, para não falar com essa ou aquela pessoa. Então, entendo que não estou fazendo nada de errado. Mas se ele quiser que eu pare…”

Relacionados:  Da cadeia, Lula diz que "facada foi uma coisa fantástica" para Bolsonaro

É preciso acompanhar os próximos passos da situação, para, só assim, entender o quão real e profundo é o acontecimento.

Com informações da Veja.