PT usava empresa ‘laranja’ para captar dinheiro público e repassar ao MST, afirma deputado

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara se prepara para votar na próxima semana o relatório de uma proposta apresentada pelo deputado federal Alexandre Leite. A proposta pede que o TCU investigue repasses de dinheiro público a uma entidade ligada ao MST.

A ideia se baseia nos recursos repassados pelo BNDES e pela Caixa para a Associação Brasil Popular, ABRAPO, que posteriormente repassou os recursos, no valor de R$ 550 mil, para o MST realizar um ato, que culminou na tentativa de invasão do STF e do Planalto. O ato ocorreu em 2014, conforme informou a Folha de São Paulo, base da proposta.

O relator, deputado Carlos Jordy, apresentará o parecer pela aprovação da matéria.

“Os bancos públicos, nos governos do PT, torraram dinheiro da sociedade para patrocinar terroristas do MST. Essa fiscalização do TCU, em parceria com o Poder Legislativo, pode resultar na correção de eventuais irregularidades e malversação de recursos públicos” disse Jordy.

Com informações dO Antagonista e MBLNews.