‘Artista lacrador’ usa banda para atacar Bolsonaro e é desautorizado pelos próprios músicos

Um artista brasileiro, responsável pelo cartaz da turnê da banda Dead Kennedys no país, tentou usar a banda para atacar o presidente Bolsonaro e toda a família brasileira que elegeu Jair como representante legal e democraticamente eleito na nação.

A arte trazia uma família de ‘palhaços’ trajando camisetas da seleção brasileira. Ao fundo, uma favela pega fogo enquanto a família segue feliz.

Acontece que o lacre saiu pela culatra, pois a banda desautorizou o uso do cartaz.

Diz a nota oficial: “Dead Kennedys é uma icônica banda americana de punk conhecida por suas declarações políticas e ostenta uma postura fortemente antifascista e antiviolência, mas sente que não é capaz de presumir conhecer o suficiente sobre a situação de outros países para entrar em suas questões políticas específicas”.

E continua: “O cartaz divulgado não reflete uma declaração política ou posição do Dead Kennedys. A mensagem básica da banda tem sido, e é, pedir para as pessoas pensarem por si mesmas, não dizer a elas o que devem pensar.”

Com informação da Veja.

Precisamos da sua ajuda. Contribua com o trabalho da República de Curitiba: clique aqui

1 Comentário em ‘Artista lacrador’ usa banda para atacar Bolsonaro e é desautorizado pelos próprios músicos

Deixe uma resposta