Petista afirma que suicídio de ex-presidente do Peru foi “exemplo de dignidade”

Por diversos momentos, os brasileiros se depararam coisas totalmente sem sentido que saíam da boca da petista Dilma Rousseff, causando espanto e vergonha naqueles que precisam conviver com o fato de ter uma presidente totalmente despreparada para comandar a nação.

Porém, ao que parece, Dilma não era a única pessoa com o dom de falar coisas totalmente estranhas aos ouvidos dos brasileiros, e Tarso Genro, o pai de Luciana Genro, deixou isso claro.

Para o petista, o suicídio do ex-presidente peruano Alan Garcia foi um “exemplo de dignidade”.

“Alan Garcia, inocente ou não -creio que mais inocente do que FHC na compra da reeleição- sobretudo deu um exemplo de dignidade com seu suicídio. Recusou a submissão às execuções sumárias pelos Juízes treinados pela CIA, para fulminar o Estado de Direito na América Latina.”

Para deixarmos claro de quem estamos falando: Alan Garcia foi acusado de corrupção e era comparsa de Lula. Tarso Genro foi o homem que concedeu asilo ao terrorista e assassino Cesare Battisti.