José de Abreu fala sobre Bolsonaro e é desmentido pelo O Globo

O ator petista José de Abreu, aquele mesmo que se autoproclamou ‘presidente’ para defender os crimes sanguinários de Maduro, protagonizou mais um episódio estranho na internet.

José afirmou que o governo fecharia a plataforma Lattes, uma espécie de currículo voltado para áreas acadêmicas e de educação.

Disse ele:

“Plataforma Lattes deve ser descontinuada logo apos a Semana Santa. Recomenda-se que salvem cópia em PDF. #BolsonaroAssassinoDaEsperança

A razão do fim da Plataforma Lattes? As trevas, uai.]

Essas informações sobre a Plataforma Lattes me foi passada por gente que tem credibilidade. Não afirma que vai acontecer e sim QUE PODE. “Prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.””

No entanto, a base de dados de currículos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), desmentiu a informação nas redes sociais.

“Em relação ao boato sobre suposta extinção da Plataforma Lattes, o CNPq informa que não há nenhum encaminhamento para isso. Ao contrário, a Plataforma Lattes, que, este ano, completa 20 anos, com mais de 6 milhões de currículos cadastrados, tem ganhado cada vez mais reconhecimento e relevância, não só pela importância já consolidada para a comunidade científica, mas, também, pelos recentes aprimoramentos: inclusão, nos currículos, de nome social, projetos de ensino e data de nascimento ou adoção de filhos; além da integração com outras plataformas de Governo como o Banco de Talentos, banco de currículo dos servidores públicos federais para fins de seleção para cargos”.

O comunicado, bem como a informação de que o Lattes não vai ser descontinuado, também foram divulgados pelo jornal O Globo:

Com informações dO Globo.