Defensor ferrenho de Dilma, senador cruza a fronteira da Venezuela para atacar Bolsonaro

O senador Telmário Mota, ferrenho defensor de Dilma Rousseff durante o processo de impeachment que nos livrou das garras incompetentes da petista, resolveu ir até a Venezuela.

O motivo, é claro, atacar Jair Bolsonaro.

“As autoridades venezuelanas, acatando minha solicitação, viabilizaram minha ida à Venezuela, em busca de estabelecer paz e harmonia entre os nossos países, pois sempre fomos nações irmãs. Não seria agora que iríamos nos separar” disse ele em mensagem enviada aO Antagonista.

“Lamentavelmente, a diplomacia brasileira não foi eficiente, fugiu da tradição do nosso país ao interferir na política interna da Venezuela, reconhecendo um presidente que não passou pelas urnas e se preocupou mais com ideologias” continuou ao atacar Jair Bolsonaro.

Com informação dO Antagonista.

2 Comentários em Defensor ferrenho de Dilma, senador cruza a fronteira da Venezuela para atacar Bolsonaro

  1. É da Organização Criminosa PTralha, não passa de um bandido e deveria ser enquadrado na lei de segurança nacional por conspiração contra o BRASIL HONESTO.

  2. Tem que barrar a entrada dele no Brasil agora !! Ele gosta da Venezuela, que fique por lá !! Um a menos para ficar aqui enchendo o saco e roubando os cofres publicos

Deixe uma resposta