Servidores da Receita que investigaram Bolsonaro ilegalmente podem ser enquadrados por crime contra a Segurança Nacional

Conforme noticiado pelo República de Curitiba, o presidente Jair Bolsonaro fez uma denúncia de que dois servidores da Receita Federal usaram de seus cargos para vasculhar em dados fiscais do então candidato à Presidência da República.

O funcionário Odilon Ayub Alves, um dos responsáveis, declarou via advogado, que “tudo não passou de uma brincadeira” conforme informa O Globo.

Em informação dO Antagonista, no entanto, fica deflagrado que o acesso às informações fiscais do presidente pode configurar dois crimes, abuso de autoridade e crime contra a Segurança Nacional. Os próximos passos cabem à Polícia Federal.

Com informações dO Globo e dO Antagonista.

1 Comentário em Servidores da Receita que investigaram Bolsonaro ilegalmente podem ser enquadrados por crime contra a Segurança Nacional

  1. Concordo plenamente. Se se utiliza de benefícios de ser funcionário da Receita para bisbilhotar a vida do Presidente e seus familiares, pressupõe-se que iria usar esses dados clandestinamente, portanto, um crime contra a segurança nacional.

Deixe uma resposta