Militantes da Esquerda brasileira saem em defesa do grupo terrorista Hamas

A esquerda brasileira resolveu de fato sair do armário e demonstrar que não tem problema nenhum em assumir ligações com o crime organizado ou com organizações terroristas.

Assim que Bolsonaro chegou a Israel, os terroristas do Hamas criticaram fortemente a presença do presidente brasileiro na região, chegando até a ser rebatidos por Flávio Bolsonaro.

Acontece que a esquerda brasileira resolveu abraçar sem medo os terroristas.

Uma hashtag “#hamasvoteinohaddad” (Hamas votei no Haddad) foi lançada no twitter, e uma série de bizarrices pode ser vista nos comentários.

Existem até usuários que estão divulgando mapas do Brasil onde fica claro as regiões onde Bolsonaro e Haddad venceram respectivamente, com o intuito de incitar alguma ação.

Mas também temos que citar os perfis que, inteligentemente, dissecaram o verdadeiro significado da tag, confrme segue abaixo: