Bolsonaro suspende instalação de 8 mil radares eletrônicos

O Presidente da República Jair Bolsonaro revelou que determinou o cancelamento de 8 mil radares eletrônicos em rodovias federais do país.

Disse ele: “Após revelação do Ministério da Infraestrutura de pedidos prontos de mais de 8.000 novos radares eletrônicos na rodovias federais do país, determinei de imediato o cancelamento de suas instalações. Sabemos que a grande maioria destes têm o único intuito de retomo financeiro ao estado.”

“Ao renovar as concessões de trechos rodoviários, revisaremos todos os contratos de radares verificando a real necessidade de sua existência para que não sobrem dúvidas do enriquecimento de poucos em detrimento da paz do motorista.”

4 Comentários em Bolsonaro suspende instalação de 8 mil radares eletrônicos

  1. SÃO MEROS ARRECADADORES. E O PIOR NESSA MARACUTAIA É QUE QUEM
    MAI9 GANHA É O FABRICANTE DOS MULTADORES O ESTADO. É UMA VERDADEIRA
    ARAPUCA, PERGUNTA AO EX PRESIDENTE DO DNIT QUANTO O FABRICANTE DOS
    RADARES PAGA DE PROPINA.

  2. É a industria da multa, aqui em Araguaína, estado do Tocantins, dentro da cidade tem mais radares que “ponto de ônibus coberto e com assento”. Ao que me parece o prefeito atual Ronaldo Dimas foi objeto de investigação a respeito, porque segundo li, ele mesmo era dono de uma empresa que controlava isso, salvo engano meu, mas como sempre digo, VOTAR EM QUEM, se são poucas as opções nas épocas das eleições, se o nosso sistema eleitoral é restrito a poucas pessoas e sempre a mesmice. Tinham que avisar o nosso Ministro de também fazer uma LEI sobre PROPAGANDA ENGANOSA ELEITOREIRA, pode não resolver, mas vai melhorar.

  3. Presidente, em paralelo, seria bom revisar as multas decorrentes desses radares, que penalizam muito velocidades em torno de 40,60 e até 80km/h, e que se inexistentes (radares) os motoristas não estariam pagando uma carga excessiva. Tirando os pontos da CNH já seria uma medida justa.

Deixe uma resposta