Transparência Internacional critica decisão do STF

A transparência Internacional, por meio de nota, demonstrou um posicionamento contrário ao do entendimento do STF em relação às investigações de crimes relacionados ao caixa dois, que depois do julgamento de quinta-feira, ficaram sob competência da Justiça Eleitoral.

A nota diz que a decisão “ameaçará seriamente os processos já em curso, com risco real de impunidade; além de prejudicar o desenvolvimento de novos casos anticorrupção”.

Relacionados:  Sergio Moro celebrou a liminar de Cármen Lúcia que suspendeu o Indulto de Natal: “O governo pode muito, mas não pode tudo”

“A Transparência Internacional alerta que a luta contra a corrupção será impactada de forma grave pela decisão do Supremo. No entendimento da organização, essa atribuição deveria ficar com a Justiça Federal” segue o posicionamento da entidade.

Sendo assim, a Justiça Federal é quem de fato “possui maior capacidade e recursos técnicos para investigar e julgar grandes casos de corrupção”, enquanto a Justiça Eleitoral não tem as condições materiais ou institucionais necessárias para investigar e processar tais casos”.

Relacionados:  Chefe da Polícia Federal quer intensificar Lava Jato com uma fase por mês

Com informações dO Globo e do MBLNews