Ciro Gomes denuncia que Gleisi é a chefe da quadrilha

Ciro Gomes, candidato derrotado ainda no primeiro turno da eleição presidencial de 2018, está tentando a todo custo reunir a oposição a fim de isolar o PT e se consolidar como principal nome na esquerda brasileira.

Para isso, o cearense vem travando diversas batalhas, principalmente com petistas, sendo sua mais recente oponente, a deputada Gleisi Hoffmann.

Ciro, em entrevista ao Valor, declarou que Gleisi é a atual líder da quadrilha petista: “Eu não pensava mais em ser candidato. Havia renunciado à vida pública e estava na CSN com um super salário. Renunciei a tudo para brigar. E fui agredido, caluniado, atropelado pelas costas por essa canalha da cúpula do PT. Isso é formação de quadrilha, organização criminosa, a cúpula, não a militância. Qual é a lista que o Paulo Paim entrou? E a que o Olívio Dutra entrou? O Tarso Genro, o Eduardo Suplicy, o Henrique Fontana? Nenhum deles. Só a turma do Lula”.

Relacionados:  Ciro diz que não visita Lula na cadeia "nem se pedir"

O jornal então pergunta se Ciro disse mesmo que Gleisi pertence a uma quadrilha, e pedetista responde: “Sim, não tenho dúvida. Ela é a chefe. Ela e o marido estão enrolados em tudo. Se quiserem me processar, já estou acostumado. Estou falando a verdade. Não vale me processar por dano moral. Me processe por calúnia que tenho direito a demonstrar. É só tirar certidões das acusações do Ministério Público. Quantos tesoureiros o PT tem? Estão todos presos. Lula apoiou Sérgio Cabral até o gogó. Quem nomeou Michel Temer vice, contra minha opinião?”.