Janaína fala da CPI do Ministério da Educação e PT teme prisão de Haddad

A jurista e deputada estadual Janaína Paschoal fez uma séria advertência em sua conta oficial no Twitter.

Disse ela: “Bom dia, Amados! A fala mais importante de Bolsonaro, nos últimos tempos, foi a referente à realização da CPI da Educação. Segundo o Presidente, há algo muito errado, pois se gastou muito (muito) dinheiro, para nenhum resultado.”

“Bem, eu não estou entendendo bem o que está ocorrendo no Ministério da Educação. Só digo uma coisa: seja quem for o Ministro, sejam quem forem seus assessores, esta CPI precisa sair! O objetivo não é chegar a ninguém em especial. O objetivo é não permitir omissão diante do óbvio”

Acontece que, quem deve, teme, pois Janaína não afirmou nada em relação a Haddad, mas já se iniciou dentro do PT uma narrativa de que a medida só foi criada para prender Haddad, que é ex-ministro da Educação. Ou seja, Haddad, que responde por diversos crimes de improbidade administrativa, pode estar  prevendo mais alguma coisa suja em seu currículo.

8 Comentários em Janaína fala da CPI do Ministério da Educação e PT teme prisão de Haddad

  1. Vamos ver no que vai dar essa CPI, se for o Haddad, com certeza nada vai acontecer a ele, esta devidamente protegido pela quadrilha do STF e sei lá mais quem. O Nosso Presidente pegou uma bomba na mão, alem disso, tem os deputados e senadores bandidos que foram reeleitos, acho que o único jeito de resolver é convocar o exército para fechar o Congresso ou sei lá o que, tem que der uma saída para essa putaria toda do ex governo e ex integrantes, caso contrário, ficaremos na mesmice e de nada adiantou eleger o Bolsonaro.

  2. Com certeza, se já estão se precavendo é porque a sujeira é muito ( muito )maior do que previamos e aí tem, onde tem a assinatura do PT podemos esperar de tudo, o Maldhadd…

  3. A histeria e a crítica, tanto da mídia qto de políticos e empresários, são proporcionais ao tamanho do rombo praticados.

    Vamos apoiar nosso presidente. Tempos nebulosos ainda virão.

Deixe uma resposta