Já com 40 horas de apagão, ditadura de Maduro cancela partos na Venezuela

Notícias de que o apagão está começando a deixar de ser realidade na Venezuela, só surgem agora, após mais de 40 horas sem energia elétrica.

Os serviços de saúde, certamente, foram os mais afetados pela ingerência do ditador Maduro.

Conforme informa O Globo: “A maternidade Comandante Supremo Hugo Chávez Frías, em El Valle, estava às escuras nesta sexta-feira (08). Apenas uma mulher grávida esperava para ser atendida, sentada em uma cadeira. As outras deixaram o centro para embarcar em uma rota incerta atrás de outros hospitais da cidade”.

É mais uma série de mortes a serem colocadas diretamente nas contas de Nicolás Maduro e sua falta de humanidade.

Com informações dO Gobo e dO Antagonista.

4 Comentários em Já com 40 horas de apagão, ditadura de Maduro cancela partos na Venezuela

  1. E aí esquerdalha… . O CRETINO do Maduro teve a petulância de colocar a culpa em Trump, agora só falta vcs culparem também Bolsonaro. Realmente “é mais uma série de mortes a serem colocadas diretamente nas contas de Nicolás Maduro e sua falta de humanidade”.

  2. Este Maldito PODRIDÃO MADURO, Não Contenta-se somente em MATAR a FOME a POPULAÇÃO VENEZUELANA. Ele quer é produzir no país uma EUGENIA Idêntica a que STÁLIN. MAO TSÉ Tung, POL POT e até mesmo o Esgoto de FIDEL CASTRO, Produziram em seus respéctivos países. A FOME e a ESCURIDÃO que este GENOCIDA IMPÕE a VENEZUELA, Podemos entender como uma MORTE PREMEDITADA, Para ste ABJETO FOVERNAR SEM PROBLEMAS.
    INTERVENÇÃO MILITAR GUMANITÁRIA em VENEZUELA IMEDIATAMENTE. ANTES QUE SEJA TARDE.

Deixe uma resposta para Antonio da Silva Ortega Cancelar resposta