Governo deve fazer “Lava Jato do Esporte” a fim de investigar corrupção na área

Não se pode negar o imenso sucesso da Operação Lava Jato, que trouxe um mundo novo à realidade dos brasileiros, que até então tinham que se contentar com os corruptos soltos e praticando seus crimes de colarinho branco livremente dentro de seus gabinetes parlamentares.

Após isso, em uma união entre os ministérios da Justiça e da Educação, Jair Bolsonaro anunciou a “Lava Jato da Educação” que visa realizar um pente-fino em todos os contratos e acordos feitos pelo ministério. A medida promete investigar qualquer rastro de possíveis atos de corrupção que envolvam a verba destinada à educação brasileira.

Com isso, e sob enorme aprovação da população brasileira, cresce nos brasileiros a vontade de ver a “Lava Jato do Esporte” que terá o objetivo óbvio de investigar possíveis esquemas de corrupção envolvendo a área esportiva.

Um dos grandes nomes à frente dos pedidos é o de Ana Paula Henkel, medalista olímpica e eterna campeã mundial, que sempre atuou buscando melhorias no esporte e nas práticas políticas envolvendo a área.

Disse ela: “Educação como prioridade sempre! Mas torço, Sr. Presidente, pela criação de uma Lava-Jato no Min. do Esporte. O esporte foi usado durante anos como ferramenta p/a corrupção, e este Min. e mts ONGs relacionadas a ele e aos partidos que comandaram a pasta precisam ser investigados!”