E no fim das contas, Lula fez discurso político em velório de neto

Os eventos ocorridos neste fim de semana demonstraram que se por um lado temos um criminoso condenado, e que com a aprovação da imensa maioria de brasileiros segue cumprindo sua pena na carceragem da sede da Polícia Federal, do outro tivemos uma situação que nenhum familiar deveria passar. Um garoto de apenas 7 anos, sendo vitimado por uma doença, é algo que não deve ser desejado para ninguém, e todo o Brasil certamente tem colocado bons pensamentos e orações para que os pais e familiares mais próximos de Arthur sejam confortados.

Mas existe uma atitude em toda essa tragédia que a deixa ainda mais indignante. É de se compreender que a militância queira estar presente, demonstrando seus sentimentos e de fato não há nada de errado nisso. O problema está em esperar que algum tipo de discurso seja realizado pela parte de Lula.

No entanto, se por mérito da cobrança dos petistas ou não, Lula acabou por discursar, mesmo a contragosto da Justiça. “Arthur, você sofreu muito bullying na escola, por ser neto do Lula. Tenho um compromisso com você: vou provar a minha inocência e vou mostrar quem é ladrão e quem não é neste país. As pessoas que me condenaram eu duvido que possam olhar para os netos como eu olhava para você”, disse Lula, e prometeu provar que tanto Deltan Dallagnol, quando Sergio Moro, mentiram a respeito de sua conduta.

Com informações do MBLNews