Bolsonaro mantém Exército vigiando prisão de Marcola do PCC

O Diário Oficial da União de quarta-feira trouxe um decreto presidencial bastante importante para a Segurança Pública como um todo.

Desde que Sergio Moro decidiu separar os líderes do PCC e colocá-los em presídios federais, uma importante derrota imposta ao crime organizado, o Exército está vigiando a liderança máxima da facção.

O decreto de Bolsonaro mantém o Exército Brasileiro no perímetro de segurança da Penitenciária Federal de Porto Velho.

Relacionados:  Macri e Bolsonaro negociam acordo de livre comércio com os EUA

Informação do Antagonista