Genro de Hugo Chávez diz que “Brasil que precisa se libertar” e irrita embaixadora brasileira

Nesta quarta-feira, as delegações Brasileira, Israelense e Australiana abandonaram uma reunião da ONU no momento em que o chanceler da Venezuela discursava.

Jorge Arreaza, assumidamente chavista e aliado de Maduro, subiu ao púlpito, e logo após isso a embaixadora brasileira Maria Nazareth Farani Azevedo saiu da sala, enquanto isso, aliados de Maduro gritavam “fascista”.

O boicote foi uma medida adotada pelo próprio ministro das Relações Exteriores para deixar claro que não reconhece de forma alguma como legítimo o poder de Maduro.

Arreaza, que é casado com a filha de Chávez, ainda foi capaz de afirmar que “Queremos o povo do Brasil e acredito que é o Brasil que precisa se libertar do neoliberalismo e das imposições. Estamos à disposição do povo brasileiro para que libere do pior”.

Quem precisa se libertar é o povo da Venezuela que é escravizado por um ditador sanguinário e incompetente.

Informação do Renova Mídia.

4 Comentários em Genro de Hugo Chávez diz que “Brasil que precisa se libertar” e irrita embaixadora brasileira

  1. O Brasil começou a “se libertar” (do projetão genocida) quando do impeachment da gerAnta e sacramentou o processo ao derrotar o poste de presidiário 2, em Outubro do ano passado. Esse vagabundo que cuide da pocilga em que o sogrão e o Maduro transformaram o país dele.
    #LixoComunista
    #Canalha

  2. A Venezuela com inflação de mais de 1 milhão por cento graças ao socialismo, mas é o Brasil que precisa se libertar. Não sei se eu dou risada ou se xingo esse comunista.

  3. Fico pensando se o povo não tivesse acordado e lutado contra o PT , nos estaríamos, na mesma situação que tá o povo venezuelano , aff da medo só em pensar , Deus nos livre

Deixe uma resposta para Rejane leite Cancelar resposta