Senador dispara: “Não tem perigo de o Congresso aprovar o aborto no Brasil”

EM entrevista exclusiva para O Antagonista, o senador Eduardo Girão, que venceu Eunício de Oliveira nas eleições de 2018, declarou que não acredita numa possível legalização do aborto pelo Congresso no Brasil.

Disse ele: “Não tem perigo de o Congresso aprovar [a legalização do aborto]. Os brasileiros são, em sua maioria, pró-vida. E os políticos estão entendendo, pela ciência, que existe vida desde a concepção”. Para Girão, o debate sobre o tema não precisa passar pelo discurso religioso.

“É uma questão de ciência. E precisamos falar também das consequências para as mulheres que praticam o aborto: da depressão, da ansiedade, dos traumas e até mesmo do risco de suicídio. São muitos os problemas psicológicos e físicos pelos os quais essas mulheres passam, e ninguém fala nesses problemas de saúde pública”.

“Não é questão de ser de direita ou de esquerda. Eu sou uma pessoa de causas. Sou contra o aborto, contra a legalização das drogas, contra a ideologia de gênero. Mas sobre o porte de armas, por exemplo, também sou contra: seria colocar gasolina para apagar o incêndio da segurança pública”.

Apesar de ter sido eleito pelo Podemos, Girão declarou apoio a Bolsonaro ainda no primeiro turno das eleições.

Informação dO Antagonista.

 

1 Comentário em Senador dispara: “Não tem perigo de o Congresso aprovar o aborto no Brasil”

Deixe uma resposta