Efeito Bolsonaro alavanca clima econômico, mostra estudo da FGV

Um relatório da Fundação Getúlio Vargas sobre o clima econômico mostra os reflexos das políticas e da confiança dos investidores em Bolsonaro.

O indicador que marcava 33,9 pontos negativos em outubro de 2018 foi para 3,6 positivos em janeiro de 2019.

Ao todo, na América Latina somente Brasil, Argentina e Bolívia apresentaram melhoras na expectativa.

3 Comentários em Efeito Bolsonaro alavanca clima econômico, mostra estudo da FGV

  1. Isso já se sabe, resta saber se o Congresso que ainda possui velhas raposas esquerdistas não vai minar os projetos que estão sendo apresentados. Enquanto não se fizer uma “limpeza geral dos porcos, do STF e demais” ficaremos sempre na expectativa. O povo que votou nos Porcos deve viver em um chiqueiro de analfabetos, o mesmo que aconteceu na antiga URSS quando os bolcheviques tomaram o poder e minha avó falecida se mandou de lá. Graças a Deus essa gente é comprada facilmente, afinal, não tem a minima moral e caráter.

  2. Concordo plenamente com o Alfredo. O problema do país está no DNA de muitos brasileiros, ignorantes e sem princípios básicos de um cidadão de bem. São facilmente manipulados e utilizados como massa de manobra. Um exemplo típico: a manutenção do Renan Calheiros no Senado. Não existe um câncer pior que esse sujeito desprezível para a retomada do crescimento do Brasil.

    Espero que ainda exista militares com fibra para dar um ultimato nesses inúteis togados do STF e no gordo chileno, para não travar as reformas que tenham caráter emergencial como o da Previdência, Trabalhista, Fiscal e Tributária. Se o governo fizer isso, a alavancagem será rápida. Os investidores virão com tudo e com a certeza de estarem investindo no melhor país do mundo.

    O Brasil tem jeito, porém terão que extirpar todo câncer maligno entranhado nos três poderes, principalmente no STF. Tem que haver uma maneira para tirar o quinteto do mal para fora do judiciário.

Deixe uma resposta