Deltan fala do impacto do pacote anticrime na corrupção “Esse tipo de crime não vai mais compensar no Brasil”

O procurador da República e coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, falou sobre os impactos do pacote anticrime de Moro em entrevista para a Folha.

Deltan já começou explicitando suas avaliações sobre o pacote, disse ele: “É um pacote extremamente pertinente para o momento atual do Brasil. Mão é uma criação abstrata, mas partiu de problemas concretos que juízes, procuradores e delegados de polícia enfrentam na investigação de crimes complexos”.

Deltan, então, foi questionado sobre a constitucionalidade do projeto de adotar regime fechado para condenados por corrupção, e respondeu que “O Supremo já julgou inconstitucional medida semelhante. Na minha perspectiva, o legislador pode tomar aspectos e a gravidade de determinados crimes, inclusive a realidade social do país para endurecer, de modo legítimo, o tratamento desses crimes”.

E continuou: “Essa previsão [de regime fechado para crimes de corrupção] tem uma função simbólica bastante importante, de passar a mensagem de que esse tipo de crime não vai mais compensar no Brasil”.

Com informações da Folha de S. Paulo.

3 Comentários em Deltan fala do impacto do pacote anticrime na corrupção “Esse tipo de crime não vai mais compensar no Brasil”

  1. Se nao houver uma operaçao Lava-Toga para separar o joio do trigo no Judiciario Federal e se o Congresso nao reestruturar o cod penal impedindo reinterpretaçoes estapafurdias da lei pelos abutres do STF de nada vai adiantar tal pacote

Deixe uma resposta